Como será o amanhã, após a pandemia da COVID-19?

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Auditoria Remota na Covid-19

É notório que a rotina das pessoas e das organizações não será mais a mesma após a Pandemia do Covid-19. Mas, qual será esta nova rotina?

A tão propagada afetividade dos brasileiros, certamente sofrerá alterações após este período de pandemia. Os protocolos adotados para o período poderão se tornar parte da rotina das pessoas e consequentemente das organizações. Também é certo que isto não será aceito de pronto por todos os membros das organizações, o que já é de se esperar. Afinal, qualquer mudança nos tira de nossa zona de conforto e pode ser aceita facilmente por alguns, ou sofrer muita resistência por outros.

Talvez estejamos neste momento, na fase de adaptação apontada por David Miller*, na curva de estágios da mudança, sendo que isto também poderá ser evidenciado na curva de adesão ao processo de mudança apontado por Mandelli**, no estudo que aponta que 50% das pessoas precisam ser convencidas da importância de adesão a novos comportamentos.

Desta maneira, o uso permanente de máscaras, a higiene das mãos, o distanciamento social, regras rigorosas de acesso, etc. farão parte de um “novo normal”. Ficam as questões: como deverá ser o comportamento das organizações neste novo cenário? Qual deverá ser o papel das áreas de Saúde e Segurança do Trabalho? Quais deverão ser as novas regras de conduta?

É necessário que o processo de acolhimento seja adequado, já a partir da recepção do grupo que está retornando ao convívio na empresa. Certamente, estarão em um momento de fragilidade, pois a incerteza, a insegurança, e o medo ainda serão presentes. Como este grupo será recebido?

Um programa de acolhida poderá ser desenvolvido de maneira que as pessoas possam expor as suas dificuldades enfrentadas durante o período e seus sentimentos em relação ao que passaram, pois cada um possui uma realidade sócio econômica diferente, e consequentemente uma crise diferente para atravessar. A tempestade de um é diversa da do outro, dependendo do barco que possuí.

E o novo normal para as empresas?

Que alterações serão necessárias na infraestrutura? Instalação de pontos de higienização, paradas programadas para higienização, inspeções, avaliações de comportamento, distribuição de produtos e respectivo controle de estoques.

A importância da participação da área de Segurança do Trabalho é fundamental, com a implantação de Instruções de Trabalho, indicadores, treinamentos e inspeções do uso de novos EPIs, desenvolvimento de campanhas de conscientização e auditorias, para confirmação de que as novas regras de comportamento estão efetivamente incorporadas ao dia a dia das pessoas, e consequentemente da organização.

Quanto a área de Saúde Ocupacional, quais serão seus novos protocolos? Não bastará apenas o PCMSO e os exames periódicos, mas sim ações efetivas para o controle da condição física e mental do grupo de trabalhadores, de maneira que, ao menor sinal de perigo, ações médicas emergenciais sejam adotadas. O acompanhamento da evolução e controle da COVID-19 passará a ser prioritário dentro das áreas de saúde das organizações. A busca por novos meios de teste e monitoramento do ambiente se tornarão chaves para as áreas médicas das empresas!

Tudo isto, até o desenvolvimento de uma nova vacina, que nos leve de volta ao velho normal. Enquanto isso, é preciso pensar diferente para encontrar soluções, de maneira que as organizações continuem a existir, as pessoas possam continuar convivendo, dentro de um novo modelo de comportamento.

Como será o amanhã? Não sabemos. Mas podemos vivê-lo dentro de um novo normal e com segurança.

A STANCE possui diversos projetos que envolvem o combate à COVID-19. São eles:

  1. Determinação das regras corporativas para lidar com a COVID-19;
  2. Procedimento de gestão de consequências (para situações em que as regras não são seguidas);
  3. Desenvolvimento da percepção de perigos da COVID-19 através de:
  • Folder e demais meios de comunicação;
  • Palestras (on line e presenciais) para lideranças e colaboradores, com dinâmicas e cenários;
  • Intervenções cênicas para desenvolvimento da percepção da COVID-19.
  1. Desenvolvimento de observações comportamentais focadas na COVID-19 para monitoramento do comportamento dos colaboradores;
  2. Definição de indicadores gerenciais que evidencia a adesão ao processo.

Vídeo

Desenvolvemos um vídeo (5 minutos) que correlaciona o comportamento humano e a COVID-19. Segue o link:

https://stancebrasil.com.br/comportamento-seguro-e-covid-19/

 

*  MILLER, David. Gestão de Mudança com Sucesso. Reino Unido: Integrare Business, 2012

** MANDELLI, Pedro. A disciplina e a arte da gestão de mudanças na organização, 2003

 

Antonio OLEGÁRIO Blanco CAVA

Técnico em Segurança do Trabalho, Administrador de Empresas e Mestre em Educação

Consultor e Professor Universitário nas áreas de Estratégia de Negócios, Gestão de Pessoas, Logística, Gerenciamento de Riscos e Segurança do Trabalho, Instrutor e Consultor da STANCE

Deixe seu comentário

Sobre nós

A Stance é uma empresa de assessoria e treinamento que atua nas áreas de meio ambiente, qualidade, segurança, saúde e responsabilidade social.  A Equipe Stance atua na mudança do comportamento e foca no comprometimento das pessoas com o Sistema de Gestão.

Posts Recentes

Siga-nos

pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese
Abrir WhatsApp
Precisa de Ajuda?
Olá 👋 Gostaria de falar conosco para Solicitar um Orçamento?